Minha experiência ao instalar o Kubuntu

Instalar o Kubuntu é relativamente fácil, mas antes de começar, é importante ler a respeito do sistema operacional, ver as dicas e os comentários dos usuários mais experientes e etc. A primeira vez que instalei não procurei me informar, logo senti muitas dificuldades. Desta vez foi mais fácil, antes de instalar procurei me informar e tirar as dúvidas que surgiram com a última experiência. Os eventuais problemas que foram surgindo solucionei com ajuda do Sr. Google, das anotações feita na sala de aula e de Gui (ado).

Como eu havia prometido, vou descrever as etapas de instalação que eu achei mais importante em todo o processo. Espero que essa descrição possa ajudar alguém. 😉

1. Particionando o micro: Ao instalar os sistemas operacionais – Linux e Windows, a primeira coisa a fazer é o particionamento do disco. Logo enfrentei a primeira dificuldade, tive que aprender as principais diferenças de cada tipo de sistema de arquivos para fazer tudo certinho e de forma adequada as minha necessidades, no final ficou assim:
– 22 Gb – NFTS, sistema de arquivos utilizados pelo windows, onde instalei o windows XP;
– 20Gb – EXT3, sistema de arquivos utilizados pelo Linux, onde instalei o Kubuntu;
– 512 Mb – SWAP;
– O restante, cerca de 28Gb, FAT32 – para armazenar os meus arquivos. Ficando mais fácil acessa-lo tanto pelo windows quanto pelo Kubuntu.

.. Daí até concluir a instalação é bastante simples, o processo é todo auto-explicativo. A partir desse ponto inicia-se as etapas que eu também considero muito importante, pois, na minha opinião, não dá para utilizar o Kubuntu sem fazer esses “incrementos”.

2. Criando senha de Root: A criação da senha de root ou super usuário é importante para acesso irrestrito aos arquivos, instalar programas e várias outras coisas. Segue o passo-a-passo:

$sudo passwd root

2.1 Digita a mesma senha criada na instalação
2.2 Digita a senha root
2.3 Confirma a senha root

3. Alterando o GRUB: é o programa que possibilita o usuário a optar por um sistema operacional ao inicializar a máquina. Por padrão, quando chega na tela do Grub, fica pré-selecionado o SO Kubuntu, é disponibilizado um tempo de 10 segundos para fazer a escolha do SO, decorrido esse período, automaticamente inicializa o SO padrão.

Eu tive que alterar a opção padrão, deixando o Windows pré-selecionado. O meu micro é utilizado também por outras pessoas que não entendem quase de nada de informática e só usam o Windows. Apesar de ser super fácil fazer a alteração, eu prefiro evitar o acesso indevido ao Linux. Segue o passo-a-passo para fazer a modificação:

– Acessa a pasta do Grub:

$cd /boot/grub/
$sudo vim menu.lst

– Abrirá o arquivo com as informações de opção de inicialização, daí­ segue os seguintes passos:

* Embaixo de onde tem escrito “End Default Options”, conta o número de “titles”, começando de zero, ate o titulo (title) do sistema operacional desejado como padrão, no meu caso Microsoft Windows XP Professional.
*Para alterar o SO padrão, pressiona “i” e muda o numero defult pelo resultado da contagem.
*Para alterar o tempo de espera, altera o timeout para a quantidade de segundos desejados.
*Por fim, pressiona “esc” e digita “:wq”, para salvar e sair do Grub.

4. Instalando o Synaptic – é o gerenciador de pacotes, é o meu programa favorito do Kubuntu, através dele é possivel localizar, instalar ou atualizar programas, codecs e varias outras coisas de forma extremamente simples. Para instalar:
$sudo apt-get install synaptic

A parti dai é só baixar os programas e alterar as configurações do sistema operacional para personalizá-lo. Posteriormente comento mais sobre isso. 😉

Compartilhe este post:

5 Comments

  1. Pingback: Gregory Smith

  2. Pingback: Karen

  3. Ola, Camila, parabéns pelo blog!
    Agora uma pergunta de um inexperiente:
    No meu pc esta instalado o XP Profissional, e eu fiz o pedido e recebi o CD do Kubunto, eis a minha duvida: Para eu instalar o Kubuntu, é so particionar meu HD em EXT3 e instalar o Kubuntu e boa, ou eu tenho q formatar e instalar o Kubuntu primeiro?

    P.S.: num repara não, pois sou bem leigo nisso!

    Obrigado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *